Cinco disputam o governo. Capi, Waldez e Davi são favoritos

Não é que Cirilo Fernandes (PSL) e Gianfranco Gusmão (PSTU) não tenham chances de vitória. Eles têm, mas são menores que as possibilidades de João Capiberibe (PSB), Waldez Góes (PDT) e Davi Alcolumbre (DEM). Embora não haja pesquisa de intenção de voto que revele quem está melhor na preferência do eleitor, já é possível afirmar que dos cinco nomes, três são favoritos na disputa.

Basta dizer que Capi, Waldez e Davi acumulam experiência de várias campanhas eleitorais, são de partidos maiores e mais consolidados, tem militâncias mais expressivas, apoio de lideranças com votos nas urnas, além de maior tempo na propaganda eleitoral e mais dinheiro, seja do financiamento publico ou privado de campanha. A falta disso tudo, torna o caminho de Cirilo e Gianfranco muito difícil e deixa possibilidade de vitória muito mais distante.

Cirilo e Gianfranco não estão derrotados, mas têm menos chances de vitória

Capiberibe e Waldez tem a vantagem de já terem governado o Amapá e por conta disso, abrem a possiblidade de uma polarização. No entanto, isso não diminuiu as chances de Davi, que pode se tornar a chamada terceira via com o discurso da necessidade da ruptura do revezamento entre os Góes e os Capiberibe no governo, que já vem acontecendo há nada menos que 28 anos.

A rejeição a Capi e Waldez (natural a quem acumula muito mandatos) também pode ser fator que beneficie Davi na disputa. Se não estiver contaminado pela reprovação ao presidente Michel Temer (MDB), Davi tem mais chances de crescimento, podendo chegar ao segundo turno e até vencer a eleição. Tal como aconteceu em 2012 com o prefeito de Macapá Clecio Luis (REDE), que estava em terceiro nas pesquisas, ultrapassou a candidata do governo Cristina Almeida (PSB) e derrotou Roberto Góes (PDT) no segundo turno.

Tudo vai depender da maneira como cada candidato vai se posicionar e de como os discursos serão entendidos pelo eleitor. O certo é nesse momento da eleição, não há favorito entre Davi, Waldez e Capi. Embora larguem em posições diferentes, todos tem chances de cruzar a linha de chegada em primeiro.

Capiberibe tem como vice o ex-secretário de segurança Marcos Roberto (PT)

O vice de Waldez é o empresário Jaime Nunes (PROS)

Davi decidiu pela ex-secretária de saúde de Macapá Silvana Vedoveli (PP) como vice

Compartilhar