PT vai com Capi. Mas também vai com Waldez

O PT do Amapá vai subir tanto no palanque de João Capiberibe (PSB), quanto de Waldez Góes (PDT), ambos pré-candidatos ao governo do Amapá. A afirmação é do próprio presidente da legenda Antônio Nogueira, que argumenta que a decisão da executiva nacional decidiu pela aliança com PSB, mas deixou os filiados livres para acompanhar qualquer um dos candidatos.

“Quem quiser ficar com Waldez, fica. Pode ir pro palanque, pode fazer campanha normal que não ter punição nenhuma. Então vou fazer um chamamento e nós vamos fazer um palanque do Lula, no palanque do Waldez”, diz.

Nogueira diz que o PT vai entregar os cargos que tem no governo, mas todos os filiados estão livres para permaneceram, caso haja interesse do PDT e mantê-los. Questionado sobre o surgimento do PT12, o petista é rápido na resposta. “Vai ter o PT13, dentro da coligação do 12. Porque o nosso 13 vai estar lá representando o Lula. O nosso 13 vai ser 13 sempre. Não existe PT 12, nem PT 40”, enfatiza.

Pela divisão atual do partido, o grupo liderado por Joel Banha, Dora Nascimento e Marcos Roberto vão apoiar Capi. Já o grupo de Nogueira, que é maioria no partido, vai apoiar Waldez. É o jeito de ser do PT das bandas de cá.

Compartilhar