Mulheres podem decidir quem vai para o 2º turno, no Amapá

Se a eleição para o governo do Amapá estiver mesmo apertada como diz o Ibope, o voto feminino será de grande importância para a definição dos candidatos que vão disputar o segundo turno. Este ano, elas são 51% do eleitorado amapaense.  A  diferença de 1% em relação aos homens representa um quantitativo de 5.121 votos. É pouco, mas numa disputa acirrada, pode ser a “entera” e o passaporte para a segunda etapa da eleição.

Na eleição para o governo em 2010, por exemplo, Jorge Amanajás perdeu a vaga no segundo para Camilo Capiberibe por uma diferença de 1.633 votos. Naquele ano, Lucas Barreto ficou em primeiro com 96.165 votos, Camilo com 95.328 e Jorge com 93.695 votos.

Camilo venceu o segundo turno e se tornou governador.

Compartilhar