Janete é gol de placa na proporcional e bola na trave na majoritária

Janete Capiberibe é sem dúvida, um fenômeno na eleição proporcional. Foi vereadora de 1988 a 1992 e deputada estadual por três mandatos consecutivos. Em 2002 foi eleita a deputada federal mais votada com 23.203 votos e ficou no cargo até este ano, quando decidiu disputar a eleição para o Senado.

Na proporcional, Janete é gol de placa. Mas na majoritária é bola na trave: a deputada perdeu as duas eleições que disputou. A primeira foi para a prefeitura de Macapá em 2004. O resultado foi João Henrique 41,49%, Janete 29%, Bala Rocha 25,29% e Joinvile Frota 4,19%.

A segunda e mais recente derrota aconteceu na eleição para o Senado, onde Randolfe Rodrigues ficou em primeiro com 37,96%, seguido por Lucas Barreto com 18,38% e Janete com 17,94%. Mais uma vez Janete passou perto, mas não entrou.

O PSB está pedindo a anulação do resultado.

Compartilhar