TSE nega pedido de Waldez e propaganda continua suspensa

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luis Edson Fachin negou neste domingo, 14, pedido feito pela coligação de Waldez Góes para fosse suspensa a decisão do ministro Og Fernandes, que adiou o inicio da propaganda eleitoral, até que o TSE decida quem vai para disputar o segundo turno com Waldez.

No pedido, entre outras coisas, a coligação arguementou que a decisão fere o direito dos candidatos de fazerem propoganda e que a indefinição em torno da candidatura de Capiberibe não pode paralisar o calendário eleitoral.

A previsão é de que o TSE julgue o caso nesta terça-feira, 16.

Compartilhar