Pré-candidatura de Janete ao Senado revela clima de otimismo no PSB

Foto: Gabriel Penha

O anúncio da pré-candidatura da deputada federal Janete Capiberibe ao Senado é demonstração inegável da onda de otimismo que o partido vive desde que o PT nacional sinalizou a possibilidade de aliança na eleição deste ano. E não poderia ser diferente. Tendo o PT como aliado, o PSB sai do isolamento político e amplia as perspectivas de vitória tanto na eleição proporcional, quanto na majoritária.

Campeã de votos em várias eleições, Janete entra com peso na disputa pelo senado, principalmente entre os eleitores com perfil esquerdista ou simplesmente aqueles insatisfeitos com os governos estadual e federal. Mas a aposta parece ser ainda maior. Com Janete disputando o Senado, Camilo Capiberibe poderia concorrer na eleição para deputado federal, onde teria boas chances de vitória, se confirmado o apoio petista, fundamental para atingir o quociente eleitoral, que na ultima eleição ficou em mais de 47 mil votos.

Com João Capiberibe pontuando bem nas pesquisas de consumo interno, o plano perfeito seria eleger Capi governador, Janete senadora, Camilo deputado federal e Cristina Almeida deputada estadual. Quanto ao PT, se não eleger nenhum deputado, teria como prêmio de consolação os eventuais cargos de um eventual quarto governo do PSB, o que pode ser muita coisa para quem não tem nada.

Na pior das hipóteses, o PT vai com o PDT, jogando água na fervura dos Capiberibe. No entanto, no mínimo, o PSB ainda poderia conquistar uma vaga na Assembleia Legislativa com Camilo ou Cristina.  Mas o clima é de otimismo, por isso o partido aposta alto e com todas as cartas que tem na mão.

Compartilhar