Randolfe nega favoritismo para o Senado

Senador mais votado da história do Amapá, eleito várias vezes o melhor senador do Brasil e tido como favorito na eleição deste ano, Randolfe Rodrigues (REDE/AP) mantem os pés no chão quando fala da disputa pelo Senado.

“Não trato nossa candidatura como favorita. Fazer isso seria o primeiro passo para a derrota. Nem, nem ninguém no nosso grupo trabalha com favoritismo. Até porque temos adversários poderosíssimos. São candidatos que tem muita história, força e uma estrutura maior que a nossa. Sabemos que temos o reconhecimento da nossa população, mas não podemos parar de trabalhar”, diz o senador.

Pré-candidato à reeleição, esta semana Randolfe faz prestação de contas apresentando os principais resultados da atuação parlamentar. Entre os destaques estão a apresentação de 129 projetos de lei e mais de 62 milhões de reais em emendas federais, além do trabalho em defesa da transposição de servidores que resultou numa economia de mais de 10 milhões de reais para os cofres do estado e mais 150 milhões oriundos da repatriação de recursos mantidos por brasileiros no exterior.

 

Compartilhar