PDT lança nota para evitar crise com Gilvam 

O diretório estadual do PDT/AP lançou nota, nesta sexta-feira, 15, para conter o início de uma crise com o ex-senador Gilvam Borges (MDB) depois que o vereador Yuri Pelaes disse que o governador Waldez Góes não apoiaria Gilvam na eleição para o Senado no Amapá. A declaração causou embaraço e obrigou o PDT a lançar nota dizendo que “opiniões individuais de cada partido devem ser respeitadas, mas não refletem neste momento de construção, em nenhuma hipótese, posições oficiais do PDT.

A declaração de Yuri ocorreu no momento em que Gilvam lançava pré-candidatura ao Senado na Câmara de Vereadores de Macapá. Fontes ligadas ao MDB confidenciaram ao blog que logo após a fala de Yuri, lideranças do PDT entraram em contato com Gilvam para desautorizar o que foi dito pelo vereador.

O episódio está relacionado com a disputa pela indicação como candidato ao Senado entre Gilvam e a ex-ministra Fátima Pelaes, mãe de Yuri. De um lado Gilvam diz que ele é o pré-candidato oficial do partido, do outro Fátima Pelaes sustenta que o MDB tem dois pré-candidatos: ela e o ex-senador. Parece que Gilvam ganhou o primeiro round, mas briga pela vaga de candidato está só começando.

Leia a nota:

Veja as declarações de Yuri:

Compartilhar