Briga no PSL racha movimento de apoio a Bolsonaro no Amapá

Não convide o pastor Guaracy Jr e Cirilo Fernandes para o mesmo culto. O funcionário público que teve mais de 45 mil votos na ultima eleição para o governo está deixando o PSL junto com Karlison Rebouça do movimento Direita Amapá por não concordar com a maneira como Guaracy preside o partido.

Por conta da briga, o movimento marcado para este domingo, 26, está rachado. Guaracy está convidando os simpatizantes de Bolsonaro para a Praça do Côco, enquanto o grupo de Cirilo e Karlison organizam um ato no Parque do Forte. Nas redes sociais, a defesa de Bolsonaro divide espaço com a troca de farpas entre os dois grupos.

Compartilhar