Waldez assina carta contra decreto das armas de Bolsonaro

O governador do Amapá, Waldez Góes é um dos 14 governadores brasileiros que assinaram um manifesto contra o decreto do presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza o controle de armas e munições. O documento pede ao Executivo, Legislativo e Judiciário que a medida seja revogada. Para Waldez, a flexibilização pode ter efeito contrário ao que o presidente diz que terá.

“Em vez de aumentar a segurança, a flexibilização no controle das armas tende a aumentar os índices de violência no país, além de facilitar o tráfico de armas e drogas, principalmente nas áreas de fronteira, como é o caso do Amapá”, explicou o governante amapaense.

Além de Waldez Góes, também assinaram a carta os governadores: Ibaneis Rocha (DF); Flávio Dino (MA), Wellington Dias (PI); Paulo Câmara (PE); Camilo Santana (CE); João Azevedo (PB), Renato Casagrande (ES); Rui Costa (BA); Fátima Bezerra (RN); Renan Filho (AL); Belivaldo Chagas (SE); Mauro Carlesse (TO) e e Helder Barbalho (PA).

 

Compartilhar