“Moro cometeu crime tal qual corrupção”, diz Randolfe

Sobre os vazamentos das conversas do então Juiz Sérgio Moro com os integrantes da força-tarefa da Lava-Jato, divulgadas pelo site “The Intercept Brasil”, o senador, Randolfe Rodrigues (REDE-AP) afirmou que nas conversas identificou um “cometimento de injustiça” proposital, e que isto, por parte de um magistrado, “é um crime de igual teor quanto a corrupção. Randolfe ressaltou ainda, que Moro não tem mais condições de permanecer como titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública.  O parlamentar amapaense proferiu a declaração para o site UOL na manhã desta quarta-feira, 12. 

Compartilhar