Waldez entrega Declaração da Pan-Amazônia ao Papa Francisco, no Vaticano

A Homilia Papal, celebrada pelo Papa Francisco, na quarta-feira, 30, na Cidade-Estado do Vaticano, na Itália, foi o último compromisso dos governadores da Amazônia que participaram da Primeira Cúpula de Governadores da Pan-Amazônia. O momento marcou a entrega da Declaração da Pan-Amazônia ao Papa, pelo presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, o governador do Amapá, Waldez Góes.

O documento firma o compromisso da comunidade internacional para o desenvolvimento sustentável da região, apresentando as oportunidades e os desafios regionais no curto, médio e longo prazos, pelos próximos dez anos.

De acordo com Waldez, havia uma realidade antes do Sínodo, e, agora, há uma nova, após o evento. “A mobilização internacional, nacional e regional vai provocar uma maior aproximação entre todos os atores. Eu sonho com resultados em favor da sociedade amazônica, através da geração de oportunidades, com a contribuição para a humanidade pela preservação do meio ambiente”, disse.

Para o governador do Amapá, a agenda foi uma das experiências mais significativas e positivas, sintonizada com as questões do clima e de interesse da humanidade. Junto a ele, participaram da cúpula no Vaticano os governadores Wilson Lima (AM) e Helder Barbalho (PA); do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal; o governador Flávio Dino (MA), representando o Consórcio Brasil Central; e o governador Wellington Dias (PI), que é presidente do Consórcio dos Estados do Nordeste.

“Nós assumimos o compromisso das manifestações do Sínodo, com a percepção do diagnóstico feito pela igreja católica, e nós reiteramos, da parte dos governos subnacionais, esse compromisso, que passa pelo desenvolvimento sustentável, desmatamento zero, responsabilidade com os povos tradicionais, indígenas, quilombolas, extrativistas, ribeirinhos, assim como os mais urbanizados, que enfrentam sérios problemas com saneamento básico”, ressaltou o presidente do consórcio.

Após a Homilia Papal, Waldez Góes recebeu a benção do Papa Francisco e entregou-lhe duas lembranças do povo amapaense, além da Declaração da Pan-Amazônia.

“Pude entregar as obras do artista Wagner Ribeiro, que representam o respeito à população afrodescendente, à nossa maior manifestação cultural, o marabaixo, e também ao legado da civilização Maraca Cunani, valorizando nossa história e nossas raízes. Entreguei, junto com o governador Helder Barbalho, a declaração dos governadores da Pan-Amazônia, demonstrando todo o nosso apoio ao Sínodo”, reforçou.

“Também pude, emocionado, receber a benção de Sua Santidade, apresentando as alianças de meu casamento e de Bodas de Prata com Marília, que simbolizam a constituição de minha família, e o terço pessoal que sempre carrego comigo. Como homem de fé, guardarei esse momento por toda a vida”, falou Waldez.

COP-25

O próximo evento para debater as mudanças climáticas e buscar soluções para reduzir a emissão dos gases de efeito estufa será a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019 (COP-25), antes agendada para ocorrer entre os dias 2 e 13 de dezembro, em Santiago, no Chile. Porém, com a onda de protestos que está acontecendo no país, o presidente Sebastián Piñera anunciou, nesta quarta-feira, 30, que o Chile não sediará mais o evento.

Compartilhar