Davi e Capiberibe são os senadores mais caros do Brasil

Os senadores Davi Alcolumbre (DEM-AP) e João Capiberibe (PSB-AP) encabeçam a lista dos parlamentares mais caros do Brasil. A informação foi divulgada essa semana segundo levantamento da revista Congresso em Foco.

De acordo com os dados, a verba dos parlamentares cobre gastos com propaganda do mandato, combustível, aluguel de escritório político, carro, entre outros. Ficando de fora salários, auxílio-moradia, veículo oficial e verba para contratar assessores.

A lista elenca os 10 senadores mais caros do país. Davi arranca na frente com uma verba de R$ 1,46 milhão. Enquanto Capiberibe fica em segundo lugar com um orçamento de nada mais nada menos que R$ 1,28 milhão. Juntos, os dois gastaram R$ 1.225.895,26 milhão apenas com divulgação de atividade parlamentar e locomoção, hospedagem e alimentação.

Atrás dos parlamentares amapaenses seguem ainda o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTC) de Alagoas, senador Omar Aziz (PSD) do Amazonas e a senadora Vanessa Grazizotin (PCdoB) do Amazonas.

Os dez senadores elencados gastaram quase 20% do que todos os 102 titulares e suplentes que exerceram mandato na Casa desde fevereiro de 2015. Essa pequena bancada acumulou despesas de R$ 12,6 milhões, tudo bancado com dinheiro público por meio da cota para o exercício da atividade.

Compartilhar