Brigas na oposição dão tranquilidade a Waldez

Enquanto os opositores de Jair Bolsonaro não lhe dão trégua e fiscalizam todos os seus passos na formação do próximo governo do Brasil, aqui no Amapá as coisas andam bastante diferentes. Os candidatos ao governo derrotados trocam farpas quase que diariamente, enquanto Waldez caminha, sem nenhum adversário em seu calcanhar, para o quarto mandato como governador.

Enquanto o senador João Capiberibe faz o discurso de injustiçado, o deputado Camilo Capiberibe tenta se apresentar como principal oposição ao PDT, atirando contra Davi, Clécio e Randolfe por conta da opção por neutralidade no 2° turno da eleição para o governo.

Com a perda dos mandatos de Capiberibe e Janete , o PSB terá bastante tempo livre para fazer oposição ou atacar quem quiser. Primeiro DEM-REDE, depois Lucas e Justiça Eleitoral e, por último, mas não menos importante, Waldez. Enquanto isso, o PDT cuida de sua tarefa mais urgente: encaixar velhos e novos apoiadores no próximo mandato.

Compartilhar